Políticos da militância esquerdista tomaram uma decisão radical para tentarem se igualar ao seu líder, a ideia consiste em arrancar o próprio dedo mindinho como uma homenagem ao ex presidente condenado e preso em segunda instância.

Como se já não bastasse arrancar o próprio cérebro, eles irão decepar o dedo mindinho. A ideia partiu do deputado Jean Wyllys, que por sua vez, além de cortar um dedo, cortará o seu órgão sexual para que com ele seja feito um “consolo”.

Apesar de ser uma ideia extremista, os militantes não se demonstram arrependidos e, usando as redes sociais, a ex presidenta Dilma deu seu apoio ao movimento dizendo: “Se ele “arranca” a fome e a miséria de nós, nós arrancaremos nossos dedos em forma de pagamento, isso deveria servir para todos.”

O movimento será conhecido como “Brasil por Lula” e ainda não se sabe ao certo quando será realizado o ato, os dedos arrancados serão colocados em um vidro e irão colocá-los em exposição no Museu de Arte Moderna de São Paulo. Será que após a exposição, os dedos serão vendidos no mercado negro e com o dinheiro pagarão a fiança de Lula?

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here