Aproveitando a onda conservadora, o deputado Marco Feliciano (PSC-SP), que estava afastado dos holofotes há um tempo, ressurgiu na mídia graças a um novo projeto de lei bastante polêmico.

O projeto tramita atualmente na Câmara de Deputados e propõe a proibição no Brasil de qualquer tipo de “sexo anal”, seja em filmes adultos, na sua residencia, cinema, DVD, jogos eletrônicos

O texto do Projeto de Lei 8915/2017, de 14 de dezembro, diz que “não será permitido que a programação de TV, cinema, DVD, jogos eletrônicos e de interpretação – RPG, exibições ou apresentações ade “sexo anal”.

O projeto ainda prevê a obrigatoriedade de classificação para filmes adultos, ação democrática que possibilita aos jovens escolher o que irão consumir”.

Nesta terça-feira, 2, o projeto gerou polêmica nas redes sociais e o nome de Marco Feliciano entrou no trending topics de assuntos mais discutidos do Twitter. De um lado, internautas criticam o projeto de lei, que foi bastante mal interpretado; de outro, o defendem.

E você? Qual o seu posicionamento? Também acha que sexo anal deveria ser crime, ou acha que dar um bumbum é um dos pilares da sociedade? Deixe sua opinião a respeito nos comentários

17 COMENTÁRIOS

  1. Fiquei pensando uma coisa… como é que eles vão saber na minha residência se faço ou não isso?.. Vai ter algum dispositivo trava-cu? Cinto de castidade anal… ahhh Brasil.. tanta coisa para se preocupar e vai se preocupar e ficar sabendo se o cara ou mulher dá o cú… meu Deus que perda de tempo e dinheiro publico!!!

  2. CÂMARA DOS DEPUTADOS
    PROJETO DE LEI N.º 8.915, DE 2017
    (Do Sr. Rômulo Gouveia)
    Altera a Lei nº 12.842, de 10 de julho de 2013, que dispõe sobre o
    exercício da Medicina, para incluir disposição sobre a avaliação pré-
    anestésica.

    NUNCA VI UM SENSACIONALISMO TÃO RIDICULO

    http://www.camara.gov.br/proposicoesWeb/prop_mostrarintegra;jsessionid=C770E3C804040D2BBC14D2931AB62104.proposicoesWebExterno2?codteor=1617820&filename=Avulso+-PL+8915/2017

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here